Total de visualizações de página

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

CANDEIAS, MINHA CANDEIAS!

Bandeira de Candeias - Minas Gerais

Na segunda-feira passada, dia 24 de setembro, eu visitei a sessão plenária da Câmara Municipal de Candeias e fiz um apelo aos senhores vereadores no sentido de cobrarem da Prefeitura local uma providência sobre uma questão, aparentemente simples, todavia, de suma importância.

Ao me ser dada a palavra em um espaço da tribuna livre, eu tive a oportunidade de reclamar para os senhores vereadores como também para o senhor Vice Prefeito, então presente, sobre um desleixo imperdoável por parte da Prefeitura de Candeias a respeito das placas de ruas da nossa cidade. Atualmente, existem ruas sem placas, ruas com os nomes trocados sem alterar as placas.

É irritante procurar uma rua e não encontrá-la. Os visitantes de nossa cidade ao chegarem aqui estão tendo muita dificuldade em se situarem como os viajantes, os entregadores de mercadorias, até mesmo os carteiros dos correios etc. Toda essa gente reclama e parece que falta interesse ou, quem sabe, competência por parte dessa área da administração municipal.

Quando se tira o nome de uma pessoa para colocar o nome de outra, configura-se um ato relevante e que muitas Câmaras Municipais ousam fazer sem imaginar a extensão da ofensa moral, quase sempre sobre toda uma família descendente daquele que havia recebido o nome de uma rua.

Outro aspecto a ser levado em conta, refere-se aos transtornos que geram aos moradores, principalmente, aos comerciantes. O morador deverá atualizar seus cadastros de endereços em todos os segmentos que emitem correspondências: as instituições financeiras, companhias de telefone, de água, de energia elétrica e outros. No caso de empresas, será necessária ainda a alteração de endereço no Ministério da Fazenda e na Junta Comercial do Estado e isso, é claro, gera despesas. Na Prefeitura, deve-se alterar os dados para a emissão do carnê do IPTU, no Cartório de Registro de Imóveis, deverá ser procedida as averbações de mudança de endereço nas matrículas dos respectivos imóveis obtendo, ao final, uma nova certidão com a atualização dos dados da nova rua. Efetivamente, é como se as pessoas mudassem de endereço.

O foco maior da minha observação registrou-se sobre a Praça da Fraternidade cuja nomenclatura foi trocada pelo nome do Sr. Nestor Lamounier, ex-prefeito de Candeias, já falecido. A troca de nome, neste caso específico, não retrata a gravidade da questão porque fraternidade trata-se apenas de um conceito filosófico. E justiça seja feita pelo que representou, para Candeias, a pessoa do senhor Nestor Lamounier, não só como prefeito, mas, também, como  cidadão candeense dos mais dedicados ao bem do nosso município. Faz tempo que a praça recebeu o seu nome e até hoje não providenciaram as novas placas. A meu ver isso é o mesmo que dar um presente para a família do ilustre, embrulhado num jornal.

Assim, dado o meu recado, resolvi ficar por ali, assistindo aquela sessão quando o Sr. Enio Bonaccorsi lavanta-se e ocupa a tribuna livre fazendo sérias denúncias sobre a má administração do Fundo Previdenciário dos Funcionários da Prefeitura. Na sua narrativa, ele dissera que, com o comprometimento do fundo, poderão ficar prejudicados os funcionários e os futuros prefeitos.

Interpelado por um vereador que lhe disse que a Câmara Municipal não iria trabalhar com a faca no pescoço, o Presidente da Casa encerrou a sessão em um clima um tanto conturbado e bastante tenso, quando o Sr. Enio Bonaccorsi lhes disse que entraria com uma representação no Ministério Público.

Como é lamentável presenciar esses desencontros na administração pública de um município. O pior é presenciá-los na sua cidade natal. Candeias é uma cidade pacata, com parcos recursos financeiros. Já sofreu demasiadamente com a corrupção praticada por diversos prefeitos anteriores que foram, até mesmo, punidos pela justiça tanto na esfera cível quanto na criminal. Agora, vem à tona uma notícia dessas. É lamentável, profundamente, lamentável!

Como um bairrista de primeira linha, sendo portador do título de eleitor número 0790.7029.0299 confesso que saí de lá triste, muito triste.

Armando Melo de Castro
Candeias Casos e Acasos


2 comentários:

Unknown disse...

Candeias está precisando de uma grande sacudida. Nada muda enquanto as cidades vizinhas progridem. Talvez uma pessoa que tenha vivido fora, com novos conceitos, maior visão, seja o candidato ideal para mudar os rumos da cidade.

Carlos Henrique disse...

Meu caro amigo, me permita fazer uma observação a respeito das placas:
Candeias é uma cidade que a cada dia aumenta o número de veículos e também as placas de sinalização de trânsito deixam a desejar. Tenho visitado cidades menores que a nossa e percebo a preocupação dos prefeitos no sentido de colocar placas indicativas para que seja fácil para os visitantes localizarem repartições públicas, vias de acesso a outros municípios etc. Candeias não tem essa preocupação,um viajante por exemplo que queira passar por Candeias sentido Camacho terá que perguntar qual o caminho, que queira ir aos Vieiras etc. Penso que não é porque a cidade é pequena que não deva ser bem sinalizada. Outra questão degradante e mau cheirosa, a prefeitura teve o descabimento de colocar um LIXÃO na Praça Antonio Furtado dentre outros vários latões espalhados pela cidade que lastimavelmente veem revelar a nova Cultura Social. Fico por aqui, um grande abraço. Carlos Henrique Marques.