Total de visualizações de página

sábado, 8 de outubro de 2016

BERNARDO BONACCORSI.


 Candeias, na década de 20, tinha um teatro que ficava localizado onde hoje está à residência da Professora Maria do Carmo Bonaccorsi.  O teatro era uma iniciativa de Dona Guilhermina Bonaccorsi, esposa do Sr. Celestino Bonaccorsi.  Teve, ainda, nesse tempo, um cinema, o primeiro cinema de Candeias, ainda nos tempos do cinema mudo, no mesmo local e, também, de propriedade da Sra. Guilhermina Bonaccorsi.

Faziam parte da trupe de artistas teatrais de Candeias, os jovens Bernardo Bonaccorsi, filho do primeiro casamento da Sra. Guilhermina Bonaccorsi e adotivo do Sr. Celestino Bonaccorsi, seu segundo marido.

Nesse convívio artístico, iniciou-se o namoro do jovem Bernardo Bonaccorsi com a jovem Nica de Barros, irmã do Sr. Erasto de Barros.

Desse teatro nasceu um romance verídico, uma verdadeira história de amor entre o Sr. Bernardo e a Sra. Nica, pois a família italiana não aceitava o seu filho se casar com uma moça pobre e não italiana.
 Mas o amor venceu. Casaram-se, tiveram muitos filhos e foram muito felizes. Infelizmente, o Sr. Bernardo teve uma morte trágica que abalou não só Candeias, mas todas as cidades da região. Jamais foi visto em Candeias um sepultamento onde houvesse tanta gente de Candeias e de fora.

A história de Candeias não pode esquecer a figura querida que foi Bernardo Bonaccorsi. Um homem honesto, trabalhador, que amava Candeias e o povo de Candeias. Era visto em quase todos os sepultamentos na cidade, estava sempre a levar a sua palavra de conforto e amizade. Se ele estava trabalhando na loja e passasse um enterro, ele tomava do seu paletó e acompanhava o cortejo mesmo sem saber de quem era.

– O meu Xará Armando Bonaccorsi, filho caçula do casal, escreveu um livro que conta toda a trajetória da família Bonaccorsi desde a saída da Itália. Paga a pena lê-lo, acredito que a Biblioteca Municipal de Candeias tenha um exemplar cuja leitura eu recomendo. A história da família Bonaccorsi é digna de louvor, de respeito e gratidão pelo povo candeense. A família Bonaccorsi é um marco decisivo na nossa história. Candeias tem dois tempos: antes e depois dos Bonaccorsi.

Armando Melo de Castro.

Candeias MG Casos e Acasos

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

TERÁ ALGUÉM VOTADO COM O ESTÔMAGO?



Certa vez, o Lula disse, antes de ser presidente, que a maioria dos brasileiros vota com o estômago; por isso que se distribui no Brasil muitas bolsas família como compra de votos. Será que em Candeias alguém vota com o estômago?

A recente eleição para vereador em Candeias deixou muito a desejar uma mudança mais radical por parte dos eleitores. Lamentável, foi o resultado final da eleição da Câmara Municipal. 2.007 eleitores reelegeram cinco vereadores da eleição passada, conservando-os por mais quatro anos mamando nas tetas da nação candeense, após terem mostrado de todas as formas que não estão nem ai para o município; depois de terem demonstrado incompetência parlamentar e social como vereadores.

Esses 2.007 eleitores que votaram pela permanência desses vereadores que durante quatro anos souberam apenas figurar como vereadores na Câmara Municipal de Candeias, consequentemente são eleitores que desconhecem a função de um vereador; que desconhecem o legitimo significado do voto e que votam por votar, pois ignoram que o voto não é para dar de presente a um amigo, ignoram que o voto não é objeto de troca e nem para deixar se levar pela conversa de um explorador, e sim para eleger uma pessoa competente e honesta que propõe ser um servidor público.

Infelizmente esses eleitores incompetentes são aqueles que fazem o politico incompetente. Afinal, politico não dá em árvores. E as causas do comportamento de um eleitor que não tem conhecimento do que está fazendo na hora de votar, é triste porque retrata o retardamento político do nosso município, e do nosso país.

De outra forma, pudemos observar o quanto a politica em Candeias está precisando ser revisada. A maioria dos candidatos a vereador demonstrou incompetência para assumir o cargo letivo. 622 eleitores votaram em 24 candidatos sem condições de se elegerem ----- incapazes inclusive de fazerem uma autocritica no sentido de verificarem a sua impossibilidade de se elegerem. 

Ora, se uma pessoa se candidata e consegue menos de 50 votos, como foi o caso desses 24 candidatos, alguém desse grupo, se eleito, seria um estrago violento na politica do município, é o que naturalmente vem vindo acontecendo. Tanto o eleitor consciente precisa verificar a qualidade do candidato, como, também, o candidato deve se olhar e ver que só vai entrar para atrapalhar. ------ É lamentável que dentre esses 24 candidatos, houve aqueles que tiveram 3, 4,5, votos e até “0” voto, o que demonstra que a coisa virou brincadeira de eleição.

Ainda mais a demonstração da insatisfação dos candidatos completamente em desagrado com a politica de Candeias. Isso porque votaram em BRANCO 400 eleitores e nulos 401.

Resta-nos esperar que os quatro novos vereadores eleitos possam moralizar a Câmara Municipal de Candeias, não deixando se levar pela incompetência ali instalada e nem pelo rodízio viciado de presidentes, cuja incompetência é patente, porém camuflada para o eleitor, também, incompetente.

Finalizando lembremos o que disse o barão de Itararé: “SE HÁ IDIOTAS NO PODER É PORQUE AQUELES QUE OS ELEGERAM ESTÃO BEM REPRESENTADOS”.

Armando Melo de Castro
Candeias MG Casos e Acasos.


terça-feira, 4 de outubro de 2016

NESSES VEREADORES ESTÁ A NOSSA ESPERANÇA.

 ALEX, BERTO, ALAN E DALTON.
Infelizmente, a faxina na Câmara Municipal de Candeias não foi completa. Ainda sobraram cinco vereadores que foram reeleitos sem terem prestado serviços relevantes à nossa cidade que pudesse fazer jus a esta reeleição. Enfim, assim é o Estado de direito democrático, e nós teremos que engolir goela abaixo esses incompetentes que já provaram isso, por mais quatro anos. Infelizmente a politica é isso. As pessoas não se fazem acompanhar o trabalho do vereador e votam ou visando os seus próprios interesses e ou vão na conversa desses corrupios que ficam o ano inteiro barganhando empréstimo de carro, viagens para consultas, como se eles pudessem fazer isso.

É de se saber que prestação de serviço não é função de vereador. O que compete ao vereador é fiscalizar as contas da prefeitura, de forma a inibir a existência de obras superfaturadas e atrasadas. Fiscalizar e controlar diretamente atos do prefeito, visitar órgãos municipais e fazer questionamentos por escrito ao prefeito, que é obrigado por lei a presta esclarecimentos em até 30 dias. Criar comissões parlamentares de inquérito. Realizar o chamado controle externo das contas públicas, com a ajuda do Tribunal de Contas do Estado. 

Enfim, o vereador tem o poder de polícia no município. Agora eu pergunto o que essa Câmara que ainda ai está fez disso! Nada. Não foi transparente, o Presidente um incompetente e os demais foram vaquinhas de presépio para o prefeito mais incompetente da história de Candeias. A começar um vereador açougueiro, não via ou não quis ver as irregularidades que levaram ao fechamento do Matadouro Municipal. Ninguém fiscalizava nada, ninguém olhava nada e o prefeito dormiu no dia que assumiu o cargo e só irá acordar no momento em que sair. Mas, o povo respondeu dando a vitória de 70% dos votos ao prefeito eleito. Dando fim, também a essa panela de compadres.

Portanto, a limpeza deveria ser total, mas como não foi e ficaram cinco remanescentes que continuarão, em troca da incompetência, a mamar nas tetas da nação candeense o que é lamentável, mas é um direito legal que conseguiram coisas da democracia, vamos então, apelar para os novos que chegam: ALEX, BERTO, ALAN E DALTON  botarem ordem na casa.

Esperemos que os novos vereadores que são pessoas inteligentes e trazem propostas, não deixem se levar por esse círculo vicioso e incompetente, implantado por esses caciques que esperam se aposentar como vereadores sem prestar serviços relevantes para o município, para os quais possamos dizer BENZA DEUS! APLAUDIR, OU AGRADECER. Vamos esperar que essa troca de quatro vereadores, venha para organizar, acabar com esse ranço e manter a transparência devida para o povo de Candeias.

Portanto, cabe aos novos vereadores, lavar essa panela de compadres que existe, também, de
ntro da Câmara de Vereadores. Estamos contando com eles.

Armando Melo de Castro.
Candeias MG Casos e Acasos




segunda-feira, 3 de outubro de 2016

PREFEITO ELEITO DE CANDEIAS MG.

                                   Rodrigo Morais Lamounier - Prefeito eleito Candeias MG 2016
Enfim, nos livramos da panela, da oligarquia que se apoderou da prefeitura de Candeias, não para construir Candeias, mas para destruí-la. É como se Candeias passasse por um pesadelo durante esses doze anos. O município de Candeias ficou durante o mandato desses dois últimos prefeitos, desmoralizado decaído e atrasado, vitima da incompetência, da negligência administrativa, e da irresponsabilidade de gestores públicos totalmente despreparados.

O resultado da eleição para prefeito, inegavelmente, foi bom. Mostrou que o povo de Candeias estava realmente revoltado com a administração do atual prefeito e do ex-prefeito querendo voltar depois de demonstrar que sua administração foi voltada apenas pelos seus interesses num comprometimento de compadres onde entra um sai o outro.

É muito cedo para falar sobre o governo municipal que nos chega na pessoa do Sr. Rodrigo Lamounier. Mas cumpre-nos ter a esperança de que dias melhores virão.

Talvez não fosse ele o ideal para uma mudança radical que o momento exige. Afinal, Rodrigo não se destacou sendo o vereador mais votado nas ultimas eleições. Não brigou, não chegou a presidente da Câmara; não fiscalizou o prefeito incompetente e nem o município, manteve-se pacífico num tempo em que precisava certa agressividade. ----- Mas de uma forma ou de outra, mostrou que tem um grande prestígio herdado dos ex-prefeitos, seu avô Ananias Lamounier e de seu pai Celinho, cujos mandatos foram acrescidos de envolvimentos com a corrupção eleitoral, mas que sem dúvida eles são detentores de um grande prestígio no eleitorado candeense; o que não pode ser isentado e precisa ser respeitado diante do grande número de votos recebido pelo herdeiro.  Assim é o Estado de direito democrático.

Apesar dos transtornos de seus governos, eles não deixaram de construir Candeias e não se pode nem comparar a inferioridade dos dois últimos prefeitos de compadres, com os antecessores da família de Rodrigo. Uma coisa podemos ter a certeza: melhor do que está com certeza vai ficar.

O povo candeense, com certeza, espera que a partir desta eleição possa ser governado por homens de bem, transparentes, corretos e que não faça do município candeense um curral de sua propriedade.

Resta claro e com certeza far-se-á verídico que diante do elevado número de votos recebidos pelo prefeito eleito, Rodrigo, isso o fará ainda mais comprometido com os nossos anseios, além de podermos sentir que a prefeitura de Candeias se encontrará com olhos para o futuro sem um portador do pessimismo e da atribuição de culpa à crise quando esta só pertence aos incompetentes.

Cabe-nos, portanto, aguardar com confiança e esperança a gestão do novo prefeito eleito, que sendo jovem e dedicado à sua terra, poderá se unir de pessoas honestas, responsáveis, e competentes, para que possamos ver de novo a nossa Candeias organizada e moralizada.

---- ÊNIO BONACCORSI.  Não podemos deixar de reconhecer o esforço do Sr. Ênio Bonaccorsi no sentido de buscar Candeias de volta para o lugar que merece. Contudo, dado ao seu pouco suporte político e o estigma maldito que tomou conta do seu partido, dissolvendo-se pelo Brasil afora, o PT, do qual ele já estaria comprometido com a ética, não o fez reconhecido pelas urnas. Contudo, é de todo patente que a moral, a dignidade, a competência, e a transparência do cidadão Ênio Bonaccorsi, cuja honestidade jamais esteve em dúvida, o fará crescido e valorizado perante a sociedade candeense por esta demonstração de amor a Candeias. Candeias precisa de homens como o Sr. Ênio Bonaccorsi e com certeza poderá continuar a contar com ele na construção da nossa história.

Armando Melo de Castro

Candeias MG Casos e Acasos.