Total de visualizações de página

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

DAI A CÉSAR O QUE É DE CÉSAR!


Eu sou deveras bairrista e conheço a história de Candeias como conheço a palma da minha mão. Contudo, não tenho pretensões politicas. Não tenho partido politico e a bem da verdade não tenho nem obrigação de votar. Já nas próximas eleições terei completado 70 anos de idade, o que me desobriga desse dever cívico. Mas, nem por isso deixarei de exercer o meu Direito de Estado Democrático, buscando a informação e a liberdade de expressão de acordo com a Constituição Federal.

Faço isso não por gostar de politica, mas por amar o município onde eu nasci --- Candeias, do meu Estado de Minas Gerais ---- e do meu querido Brasil. Portanto, de minha parte, entendo que o legítimo dever cívico é se postar como um defensor da boa politica; da verdade; da dignidade, porque é de todo patente que o poder emana do povo, portanto, o povo brasileiro é soberano e com isso somos iguais perante a lei. Os governantes são gestores públicos autorizados pelo voto popular. Não são proprietários do patrimônio público como muitos imaginam. É, contudo, obrigação do povo fiscalizar e acompanhar os seus governantes.

Não vamos admitir mentiras, enganações, demagogias, corrupções e outros desmandos dentro do nosso município. Falo isso como uma proposta de ativista social, para que não permitamos mais as mentiras que houve nas últimas eleições em Candeias, como fábrica de calçados montada e desmontada como trapaça politica. Isso sem falar das mentiras, das enganações do candidato a prefeito e até de deputado mama-voto que teve a audácia de vir promover pesquisa no nosso município e Deus lá sabe que tipo de pesquisa foi essa.

Nos dias atuais tenho visto com desgosto, com desconfiança, com tristeza a politica exercida pelos atuais vereadores e o prefeito de Candeias. Uma politica que não respeita a história de Candeias, e que promete um futuro de mentiras. Portanto, é um direito de qualquer cidadão a busca de informação.

Diante do exposto, venho comentar através deste veículo de comunicação sobre uma verba de R$350.000,00 (Trezentos e cinquenta mil reais) que veio para a Educação de Candeias, destinada a Escola Padre Américo. Verba esta oriunda do Programa Escola Sustentável.

Evidentemente houve por parte da direção da Escola um pedido e esse pedido pode ter sido estendido a diversos políticos ou candidatos de facções politicas diferentes.  A direção da Escola como todo o povo candeense está feliz tendo em vista ter uma escola do nosso município recebido uma verba expressiva como esta.

Ora, como estamos acostumados apenas com promessas e ninharias em épocas de eleição, é de direito de qualquer cidadão a informação de qual o deputado teria feito a “INDICAÇÃO”.

Como um cidadão Candeense e interessado nas coisas de Candeias; vendo como a politica em Candeias encontra-se sem moral na boca do povo; o município sem dinheiro até para comprar pregos de mata-burros (informação do Presidente da Câmara) e outras coisinhas ínfimas sem providência por parte da prefeitura, isso sem falar de coisas mais sérias, eu venho acompanhando, o desmazelo, o desleixo que se encontra o nosso município.

Vendo através da internet e ouvindo o comentário popular, conclui que duas facções politicas diferentes estariam se promovendo politicamente com o benefício desta verba. Ora, isso nos dá a entender tratar-se de algo incomum em politica partidária; opositores se unindo para ganhar o privilégio do agradecimento do povo? Há, portanto um desencontro de qual o deputado que realmente fez a INDICAÇÃO. Para mim não interessa se foi A ou se foi B, eu só quero saber da verdade porque estou farto de tanta mentira na politica de Candeias. E procurei saber...

Não se questiona aqui a Escola Padre Américo, e nem a atuação administrativa da escola. Questiona-se apenas, quem verdadeiramente está ajudando a EDUCAÇÃO DE CANDEIAS. Eu como parte do povo candeense quero saber quem está com a verdade quando dizem de um lado que a indicação dessa verba, foi da deputada, Geisa Teixeira, cujo pedido partiu do pretenso candidato a prefeito nas próximas eleições, Sr. Ênio Bonaccorsi, ou se foi do deputado Duarte Bechir, com a participação do Vereador Rodrigo Lamounier e seus correligionários.

Eu quero apenas saber quem foi realmente que promoveu esse benefício para o município a fim de deixar isso bem claro para que o nosso povo, na próxima eleição possa ter maior consciência ao colocar o voto nas urnas. 

Se se foi por parte do Sr. Ênio Bonaccorsi com a sua Deputada, vamos lhes agradecer... Se for por parte do Deputado Duarte Bechir, do Vereador Rodrigo, vamos fazer o mesmo. Eu não tenho lado politico o meu lado é o povo de Candeias. Sou um cidadão comum na busca dos seus direitos constitucionais, como eleitor de Candeias.

O meu intento é deixar as coisas claras, para que os mentirosos que estão cevados na politica candeense sejam um tanto mais retraídos e fiscalizados, tudo em prol da democracia com dignidade.

Eu pergunto: O que se dá a entender quando vimos uma foto obscura, com duas facções politicas diferentes, se dizendo serem os mentores da verba de $ 350.000,00 destinados à Escola Padre Américo?

Vejo com naturalidade a presença da Diretora da Escola Marilia Sidney na foto. Sei que os políticos cobram agradecimento e gostam de promoção. Mas não vi com naturalidade as duas facções politicas unidas na mesma foto. Ou seja, o Sr. Ênio Bonaccorsi pretenso candidato a prefeito nas próximas eleições e o vereador Sr. Rodrigo Lamounier, ambos de partidos opositores.

Busquei saber, se teriam eles feito um acordo politico para as próximas eleições?  Afinal as coligações antes de eleições são legítimas e democráticas. E fui informado de que não havia esse acordo entre eles. A verdade é que a facção que apoia o Sr. Ênio diz que foi da deputada apoiada por ele, a Sra. Geisa Teixeira, que teria feito a indicação para a verba. E do outro lado, o Sr. Rodrigo, apoiador do Deputado Duarte Bechir e seus correligionários se apresentando como intermediários da INDICAÇÃO. A coisa estava em termos de “puxa e estica” na boca do povo --- fui eu --- não, fui eu-- E o que é isso? Um fato que precisa ser esclarecido!...

E eu pergunto aqui aos meus amigos de Candeias: Não daria para entender que ai poderia estar o oportunismo de alguém? Tanto do Sr. Ênio quanto do Sr. Rodrigo? Afinal eles são, pelo menos, até ao momento, opositores. Não estão coligados para as próximas eleições. Se o tivessem eu não estaria aqui comentando isso.

Diante disso procurei o Sr. Ênio Bonaccorsi que me mostrou o pedido dele oficialmente à Deputada Geisa Teixeira e a comunicação da liberação da verba pelo Governador Fernando Pimentel, assinada em primeira via pelo Sr. Secretário de Estado do Governo Pimentel, Dr. Odair Cunha. Provas documentais que não deixam nenhuma dúvida de que a INDICAÇÃO foi realmente da Deputada Geisa Teixeira.

Mas, como ter as coisas bem claras é preciso que sejam ouvidas as duas partes, fui ao encontro do Sr. Jucão, representante do Deputado Duarte, e sendo o Sr. Jucão uma pessoa de minha inteira confiança, quando ele mesmo disse-me que não gosta de coisas enroladas e que buscaria a informação, naquele mesmo dia, junto ao Deputado Duarte Bechir; para saber dele se houve realmente alguma participação sua na obtenção dessa verba para o nosso município. Disse-me ainda, que posteriormente me informaria, inclusive anotou o meu telefone. Eu estou aguardando esta confirmação do Sr. Jucão.

Contudo, o Sr. Jucão disse-me que me adiantaria que 90% de certeza ele daria que foi o Sr. Ênio Bonaccorsi junto a Deputada Geisa Teixeira, os autores da concessão dessa boa verba para a Educação de Candeias.

Enquanto aguardo uma confirmação do Sr. Jucão, praticamente desnecessária depois do que ele me disse, eu posso tirar algumas conclusões práticas.

Sendo o Deputado Duarte, um deputado majoritário em Candeias, ele teria recebido uma comunicação em termos éticos sobre o benefício, mas isso não significa que ele tenha sido o mentor ou participante do processo.  Não tendo ele, portanto, nada a ver com a referida verba.

Até provas em contrário por parte dos correligionários do Deputado Duarte Bechir, Está provado que a verba foi conseguida para a Educação de Candeias, através da Deputada Geisa Teixeira, solicitada pelo Sr. Ênio Bonaccorsi, seu apoiador.

Não temos nada contra o Deputado Duarte Bechir e nem contra o Vereador Rodrigo, queremos apenas a verdade e o fim das mentiras e enganações que vêm ocorrendo em Candeias. Eu acho que o povo de Candeias precisa votar em quem faz antes, porque depois eles somem.

Pois então, que os apoiadores do Deputado Duarte Bechir cobrem dele uma INDICAÇÃO de uma boa verba para o nosso hospital que está pedindo socorro. E nós vamos acompanhar. Agora de promessas nós Candeenses estamos enfarados, cheios, entojados, e cansados.

Armando Melo de Castro

Candeias MG Casos e Acasos.

Nenhum comentário: